Quando Trocar seus Pneus, e Como Fazer Eles Durarem Mais?


Você sabia que a má manutenção dos seus pneus podem causar acidentes e prejuízos na hora da manutenção?

Há alguns passos a seguir para garantir uma boa durabilidade ao seu jogo de pneus, de acordo com a reportagem de Rodrigo Ribeiro, para o Auto Esporte:

  1. O primeiro passo para garantir a durabilidade dos seus pneus é sempre mantê-los calibrados! O ideal é calibrar os pneus ainda frios, logo após sair de casa, pois quando rodamos com o veículo, o atrito faz om que o ar interno esquente e se expanda. Dessa maneira quando colocar o calibrador, o aparelho irá injetar menos ar do que deveria e a pressão vai ficar incorreta.
  2. O segundo passo é sempre colocar a pressão correta e igual nos quatro pneus, e esse valor você pode encontrar em um adesivo no bocal de combustível ou junto à porta do motorista. Se não for possível encontrar nesses lugares, consulte o manual do proprietário.
  3. O próximo passo é verificar se a fabricante do seu veículo recomenda o rodízio de pneus. Essa necessidade se deve principalmente ao fato dos pneus dianteiros serem gastos mais rapidamente que os traseiros, e uma troca periódica das posições pode prolongar a vida de todos eles. Alguns fabricantes podem incluir até o estepe no rodízio, por isso verifique o manual.

De acordo com a Legislação Brasileira, a profundidade dos sulcos de cada pneu não pode ser inferior a 1,6mm. Mas como a nossa observação não é precisa, algumas empresas fabricantes embutiram no próprios pneus um indicador de desgaste chamado GTWI, uma espécie de lombada entre os sulcos que demonstra o nível máximo de desgaste permitido, e ele pode ser localizado através de um símbolo triangular nas laterais do pneu, ou as iniciais GTWI.

         Cuidado: outro problema a se atentar são as bolhas, que acontecem após colisões muito fortes com o meio-fio ou depois de cair em um buraco muito profundo. Elas sinalizam um dano muito severo na carcaça do pneu e indicam que o pneu deve ser trocado imediatamente, pois corre risco de estourar e causar acidentes graves.

A validade dos pneus, antigamente, era estimada em 5 anos. Algumas fabricantes atualmente já podem afirmar que ela é indeterminada, mas tudo depende das condições de uso e armazenamento dos pneus. Por exemplo: se o carro ficou estacionado no sol, se ele foi calibrado periodicamente etc.

Dica: Os pneus sempre devem ser trocados aos pares. No mesmo eixo, sempre devem ter pneus da mesma marca, mesma especificação e com mesmo grau de desgaste. O ideal seria mesmo trocar os 4 pneus, mas sabemos que nem sempre isso é possível, ou necessário. Então, se precisar escolher, opte por instalar os pneus novos no eixo traseiro (os dois pneus de trás), pois se os pneus traseiros estiverem “carecas” e perderem o contato com o solo, será mais difícil recuperar o controle do veículo. O oposto seria menos perigoso, se os pneus dianteiros derraparem, já que na maioria dos casos a desaceleração ajuda a estabilizar novamente o veículo.

Na dúvida sobre a qualidade de seus pneus, compareça a uma borracharia ou assistência mecânica de confiança para conferir a qualidade e a necessidade de troca.

Fonte disponível em: https://autoesporte.globo.com/video/quando-trocar-o-pneu-e-como-fazer-eles-durarem-mais-9559294.ghtml

Acesso em: 26/06/2021.


Aceitamos sugestões de novos temas de reportagens, sinta-se livre para curtir, compartilhar e comentar esse post! 

Poste um comentário